10 FATOS SOBRE A CAATINGA



Único bioma 100% brasileiro e que ocupa 10% do nosso território, a caatinga predomina na Região Nordeste, onde o clima é semiárido. Nesta condição, 70% da chuva pode cair em um único mês do ano; ano esse que conta com uma precipitação média de 800mm.

A palavra caatinga vem do tupi-guarani e significa "mata branca" devido a aparência da sua vegetação durante as longas estações secas. Trata-se também da floresta seca sazonal com a maior biodiversidade do mundo, contando com altas porcentagens de espécies endêmicas e bem adaptadas a sobreviver a secas extremas, como peixes (53%), lagartos (48%), plantas (23%), anfíbios (20%) e mamíferos (6%). Inclusive chega a possuir duas vezes mais espécies por área do que a Amazônia.

A caatinga não é homogênea, ou seja, possui uma variedade de vegetações (fitofisionomias), como a caatinga arbórea (árvores altas), a caatinga arbustiva (cactos, arbustos, plantas menores e árvores menores), mata seca e carrasco.

Mas apesar de toda essa diversidade, é o bioma menos protegido do Brasil, tendo apenas 8% do seu território inserido em reservas ambientais. Quase metade da caatinga já foi desmatada.

A caatinga é habitada por 27 milhões de pessoas, diversos povos e comunidades tradicionais. Abriga mais de 20 mil indígenas distribuídos em 35 grupos étnicos, além de comunidades de fundo e fechos de pasto, quilombolas e ribeirinhos. A população também se adaptou para viver com a semiaridez, mediante extrativismo sustentável (aproveitamento e conservação de plantas nativas) e uso de tecnologias sociais (como as cisternas para guardar água das chuvas).

Dia 28 de abril é o dia Nacional da Caatinga.

 

REFERÊNCIA

JULIA NIEMEYER. 10 fatos sobre a caatinga. Youtube, 5 mai. 2021. Disponível em: <https://youtu.be/nKgkMNtWGaI>. Acesso em: 10 abr. 2023.